Search
  • Daiana Santos

Dia da Visibilidade Bissexual é incluído no calendário oficial de Porto Alegre


Foi sancionada nesta segunda-feira (23) a lei que incluiu no Calendário de Datas Comemorativas e de Conscientização do Município de Porto Alegre o Dia da Visibilidade Bissexual. De autoria da vereadora Daiana Santos (PCdoB), a legislação define o Dia 23 de Setembro como marco para a promoção das lutas das pessoas bissexuais e contra o preconceito e a discriminação.


A data foi criada em 1999 por três ativistas bissexuais, Wendy Curry, Michael Page e Gigi Raven Wilbur, nos Estados Unidos. Após a Revolta de Stonewall, em 1969, os ativistas bissexuais perceberam que ainda possuíam pouca visibilidade para suas demandas. Então, instituíram a data como uma forma de articulação das lutas por direitos das pessoas bissexuais.


Daiana Santos, autora da lei, relembrou a trajetória de diversos ativistas das bandeiras LGBTQIA+ que vestem-se de luta pela causa. “Se hoje estamos aqui, é porque tivemos que lutar muito até conquistar esse espaço. Há muitas décadas movimentos e coletivos lutam pela garantia de direitos à população LGBTQIA+. É importante sempre reverenciarmos estas conquistas e reafirmar os propósitos da nossa luta” afirmou.


Em 2020, 237 pessoas LGBTQIA+ tiveram morte violenta no Brasil, vítimas da homotransfobia. Foram 224 homicídios (94,5%) e 13 suicídios (5,5%), segundo relatório do Grupo Gay da Bahia.


Para a vereadora, “esse momento demonstra o processo crescente pela militância de um povo que anseia por mudanças. Acolher essa luta no município é um marco, e serve como promoção de uma política de conscientização da sociedade como um todo, da importância de políticas públicas para a emancipação da população LGBTQIA+ e do combate ao preconceito contra essa camada social”.


No ato, o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, enfatizou que o objetivo é traduzir a lei em ações práticas. “Somos uma sociedade cheia de preconceito, por todos os lados. Estamos muito abertos a construir juntos políticas públicas que enfrentem essa pauta. A intolerância se combate com atitude, conscientização e respeito. Nosso governo é para todos”, disse o prefeito.



Também participaram do ato o presidente da União Estadual dos Estudantes, Airton Silva, e representantes do Grupo G-8 Generalizando, Laura Osório, ONG Somos, Laura Valls, ONG Nuances, Raquel Basilone, AHF Brasil, Simone Ávila, e do Núcleo de Pesquisa e Relação de Gênero do Instituto de Psicologia da UFRGS, Henrique Nardi.


Texto: Júlia Soares - MTB: 18880/RS