Search
  • Daiana Santos

Daiana Santos visita CAPS AD em Porto Alegre

Vereadora acompanhou o trabalho de cinco instalações que prestam serviço de atenção psicosocial para usuários de álcool e outras drogas



A vereadora Daiana Santos visitou os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Álcool e Drogas de Porto Alegre e o Hospital Santa Ana para conhecer o trabalho executado nesses serviços. No dias 25 de junho, 02 e 09 de julho, a vereadora conheceu o CAPS AD III Noroeste, Humaitá, Navegantes e Ilhas; o CAPS AD III Partenon-Lomba do Pinheiro; o CAPS AD III Sul-Centro Sul; o CAPS AD IV Céu Aberto, no bairro Floresta, e o Hospital Santa Ana, todos mantidos pela Associação Educacional São Carlos (AESC).



“Precisamos fortalecer os trabalhadores e a estrutura de cuidado para que as pessoas tenham onde procurar atenção para a saúde mental. É necessário que o poder público sustente essa política pública tão necessária para a cidade”, afirmou ou a vereadora durante as visitas.


Os CAPS AD são especializados em transtornos pelo uso de álcool e outras drogas e prestam atendimento a todas faixas etárias. Oferecem cuidados em saúde mental para usuários e dependentes químicos adultos, com abrangência nas comunidades das suas regiões com o desafio de minimizar o número de internações hospitalares na área da dependência química no município de Porto Alegre.


Daiana, que é educadora social, sanitarista, e atuou junto à população de rua de Porto Alegre, afirmo ainda que “é inspirador ver o trabalho sério e comprometido que a AESC executa na atenção à saúde mental em Porto Alegre. Nossa admiração a todas e todos os profissionais que realizam trabalhos tão importantes nesses lugares”.



Conheça os serviços dos CAPS AD da AESC em Porto Alegre*


Para o tratamento de usuários e dependentes químicos de crack, álcool e outras drogas, a AESC faz a gestão de quatro Centros de Atenção Psicossocial (CAPS AD) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, por meio do Termo de Colaboração n º 67.834 e seguindo as orientações da Política Municipal e Estadual de Saúde Mental e as Diretrizes do Ministério da Saúde.


As estruturas de AD III possuem 12 leitos e recebem pacientes até as 20h. Já o CAPS AD IV, que foi o primeiro nesse formato a ser inaugurado no Brasil, conta com 20 leitos e psiquiatra para atendimento a pacientes 24 horas por dia.


CAPS AD III Partenon Lomba do Pinheiro

CAPS AD III Sul Centro-Sul

CAPS AD III Noroeste, Humaitá, Navegantes, Ilhas

CAPS AD IV Centro Céu Aberto.


*Texto informado pela AESC